Fake News e Coronavírus – Contendo a disseminação

Informações confiáveis são fundamentais para contribuir com o processo de promoção da saúde e, à medida que a crise em torno do COVID-19 se aprofunda, caberá a todos nós a responsabilidade conter a disseminação de Fake News.

Pensando nisso, a Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFRJ, através da Diretoria de Segurança da Informação, buscou os principais problemas relacionados ao compartilhamento de notícias falsas nas mídias sociais e como podemos percebê-los para auxiliar na contenção da disseminação de Fake News. 

Identificando as Falhas e/ou Problemas

  • Sobrecarga de Informação – quanto mais vezes vemos algo em nossas redes sociais, maior a probabilidade de pensarmos que aquilo é verdade.
  • Compartilhar antes de pensar – as mídias sociais não incentivam a verdade, mas, o engajamento (curtidas, visualizações e compartilhamentos). Nos aplicativos de mensagens tendemos a pensar que, se houver alguma verdade nas informações, poderá ser útil para os amigos, sem pensar nos danos e/ou consequências.
  • Substituir reações  – alguns de nós somos mais suscetíveis a notícias falsas do que outros, pois naturalmente substituímos nossos pensamentos analíticos por intuições iniciais.

Contendo a disseminação

Quando se trata do nosso comportamento online, podemos tentar nos libertar da emoção gerada pelo conteúdo e pensar um pouco mais sobre sua veracidade, antes de transmiti-lo.

  • Perguntas que devemos fazer
    • O conteúdo é baseado em boatos ou em evidências científicas concretas?
    • É possível encontrar a fonte original?
    • Como ele se compara aos dados existentes? 
    • O autor está sendo evasivo para argumentar?
  • Siga as orientações do Ministério da Saúde

Para combater as Fake News sobre coronavírus, o Ministério da Saúde está disponibilizando um  espaço  exclusivo para receber informações virais da população, que são apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira. Qualquer cidadão pode enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais.

Recomendações:

  • Siga as orientações do Ministério da Saúde pelo site saude.gov.br/coronavirus.
  • Veja o vídeo: https://youtu.be/3W_qJa_8nvI.
  • Antes de compartilhar informações de saúde, confira se elas são verdadeiras no canal de Whatsapp Saúde sem Fake News: (61) 99289-4640. 

 

Saiba mais:
Fake News: Como identificar e evitar a disseminação
Ajude a UFRJ a combater Fake News
Canal oficial do Ministério da Saúde – Fake News do coronavírus
Canal oficial da UFRJ – Informações do coronavírus